quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Frase do dia #2


sábado, 7 de dezembro de 2013

Ideia para o Natal! Ho Ho Ho

Chegou aquela altura do ano, da busca desenfreada pelos presentes perfeitos. Este ano, por incrível que pareça já comprei a maioria. As restantes prendas optei por comprar online pricipalmente no eBay. Aqui encontrei preços muito bons, prometo que tiro foto e digo preços esta semana! Mas o que nāo vos queria deixar de mostrar é um site fantástico com coisas girissímas, preços bons e principalmente originais, com ALMA! Odeio receber presentes que se notam que sāo iguais a tantos outros e comprados à pressa sem alma ou carinho. 

Espreitem! www.notonthehighstreet.com



P.S.-relembro, nāo tenho qualquer lucro sobre divulgaçāo de sites, faço-o porque acho que vale a pena.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Fiquei fã!

Foi a fazer um zapping que dei literalmente de caras com esta fantástica voz! O meu ouvido nunca foi muito apreciador de fado, mas a maneira que esta mulher de 30 anos com carinha de menina o retratou fiquei extasiada e mesmo emocionada!! Pois bem de seu nome Gisela João, foi recentemente considerada pela revista Blitz o melhor disco português do ano.

Gisela João , o álbum homónimo da fadista de Barcelos, é o Melhor Disco Português de 2013 para a BLITZ.

Ouçam e deliciem-se!



 
Ora aqui está a capa do seu recente disco!



E um mini-concero para que possam ver como esta menina é tão poderosa e genuína!

http://www.tvi.iol.pt/programa/voce-na-tv/2015/videos/128760/video/14024103/1

Sejam felizes!

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Cinco benefícios de dormir nú!

Andava eu aqui a "passear" pela Internet, quando dou de caras com um artigo que resolvi partilhar. Amo dormir! Necessito de dormir pelo menos 7 horas, e se ando dois dias com os horários desorganizados sinto-me perdida, desorientada e sem paciência! Este artigo vem a propósito de dois diferentes hábitos que existem cá em casa. O A* dorme sem roupa nenhuma, eu ao contrário se pudesse ainda vestia uma camisola polar em cima do meu pijama. Não é que eu tenha frio, mas gosto de me sentir aconchegada, e é certo que no dia seguinte sinto-me dentro de uma piscina de suor (nada agradável). Nesse artigo que li afirmam que existem cinco benefícios para se dormir nu, ora aqui vão:

Evita bactérias: Dormir nú ajuda a evitar o excesso de crescimento de leveduras e bactérias. Na verdade ambientes que possuem mais calor causam a multiplicação de bactérias e, portanto,corre-se  o risco de infecções de bactérias. Dormir sem roupa vai fazer com que o corpo seja ventilado e fresco.

Dorme-se melhor: O corpo pode mover-se livremente e descansar melhor.

Mais juventude:  Quando se dorme muito quente à noite, o corpo liberta hormonas que têm um impacto negativo nas células de anti envelhecimento, no entanto, quando a temperatura cai as hormonas que ajudam a regenerar as células da pele são libertadas o que ajuda a ficar mais jovem por mais tempo. 
Sexualmente ativas: Ao dormir nú, o contacto da pele ajuda a desenvolver o desejo, através de um hormona chamada oxitocina. Como se sabe o sexo também melhora as condições de saúde. :) 
Perda de peso: Quando se dorme nú o nível de stress é muito reduzido e, portanto, a ansiedade que produz este factor impede de comer o tempo todo e em excesso. Quando se dorme mal anda-se mais ansioso e queremos comer a toda a hora sem olhar às calorias que ingerimos.

Bem, isto de dormir nú dá tudo! Deixei de ter argumentos!

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Vale a pena ver e partilhar...

Porque os perigos são inúmeros e tenho consciência que não podemos colocar as nossas crianças em redomas de vidro, aqui fica um alerta. Ver e partilhar para sensibilizar! Sejam felizes!


sábado, 23 de novembro de 2013

Amem os vossos velhos!

Fui criada numa família nāo muito grande: Pai, Māe e um irmāo mais velho. Tenho a sorte de ter os meus avós maternos e paternos ainda vivos. Consegui ter a experiência de ser neta, de ser mimada, de receber uma mesada ou mesmo ter um sítio especial lá em casa onde semanalmente eram colocados doces comprados na mercearia local. Olho para aqueles tempos de inocência e amo cada cheiro, cada brincadeira e faço um esforço para nada esqueçer...

Hoje olho para estes avós, e estāo velhos. Rugas que nāo se apagam, que contam uma história, onde já foram actores principais e hoje vibram pelas nossas vitórias, choram pela nossa ausência, e ali estāo toda a nossa vida! Merecem respeito, serem aplaudidos de pé, atençāo e nāo desprezo ou mesmo repugnância porque nāo servem para mais nada. Em tempos foram eles que andaram com os filhos, netos e bisnetos ao colo! Hoje somos nós que o fazemos e lembremos amanhā somos nós que vamos ver as nossas capacidades diminuídas. 

O pior de estar a algumas milhas de distância de casa, é nāo poder estar ou mesmo acompanhar os meus avós. Sempre fui  eu que os levei ao médico, lhes preparava a medicaçāo, que estava presente! Hoje, o meu avô está no hospital e apesar dos meus telefonemas constantes a minha angústia hoje está a fazer-me companhia... Eu sei que nāo posso fazer mais nada e só o ouvir hoje ao telefone "Nunca te esqueçes de nós!" nāo consegui parar de chorar...

Por tudo isto, amem os vossos velhos! Sejam felizes!

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

É nacional!!

Acreditem foi com muita surpresa que ao ver o trailler deste filme, fiquei fascinada e com uma vontade imensa de o ver! Estreou ontem em Portugal e tem como actores principais João Paulo Rodrigues, Pedro Alves, Alda Gomes, Melânia Gomes, Patrícia Tavares, José Raposo e Cátia Nunes, do realizador e ator Nicolau Breyner e com os convidados especiais Paulo Futre, Fabiana Ferreira e Quim Barreiros. 

Ora espreitem lá...




Alguém já o viu? Gostaram?



sábado, 16 de novembro de 2013

Qualidade de vida...

Moro a 1 minuto da praia, basicamente basta atravessar a rua. Apesar do frio que aqui se sente [máx. 9 min. 0!]  se há coisa que gosto de fazer é sentir a brisa do mar gelada a bater na cara e olhar para este mar.



Deixo-vos aqui umas curiosidade, ao longo da cidade existem estes bancos para podermos descansar. Em todos eles existe umas placa com nomes, declaraçōes de saudade ou mesmo promessas de amor eterno. Amo! Sejam felizes!


quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Hoje tive o maior susto da minha vida!!

É verdade! O maior susto da minha vida! Vivemos numa casa com dois andares, e por isso mesmo temos dois lances de escadas. Quem tem crianças em casa sabe do pavor que é, e do cuidado constante que tem que se ter. 
Na altura que viemos morar para aqui compramos aqueles portōes de segurança para minimizar os perigos. Mas, hoje mesmo com todos os cuidados o meu cookies caiu pelas escadas abaixo. O portāo estava fechado, vim ao rés do chāo buscar-lhe fruta, ouço um estrondo. Olho para o meu lado esquerdo e vejo o meu menino a cair. Sāo fraçōes de segundos em que se pudesse parava o relógio para o ajudar. Fraçōes de segundos que tudo nos passa pela cabeça, momentos que um coraçāo de Māe vai buscar força ao infinito... O meu menino caiu o portāo soltou-se, o pior podia ter acontecido, mas felizmente, ele está bem, apenas umas  escoriaçōes no joelho e nas costas. 
Todos me dizem que "acidentes acontecem" mas uma Māe em que a funçāo desta é proteger a sua cria, é difícil aceitar isso. É certo que temos de dar liberdade para eles crescerem, mas o meu coraçāo que transborda de amor por esta criatura diz-me o contrário. 

Está sereno a dormir, como se nada tivesse passado, o meu pequeno cookies! Sejam felizes! :-) 





Nota mental: Próxima mudança de casa, requesito obrigatório sem escadas!

Quando gostam mesmo e nāo desgrudam!

Nāo sei sei já vos aconteceu apaixonarem-se por um produto e nuna, nunca mais o largarem, tal é a dependência! Pois bem, eu tenho uns quantos... Mas aquele que anda sempre comigo, e que consigo nāo enjoar é o meu perfume. Começou por ser uma amostrinha e agora nāo passo sem ele! Ei-lo -o Modern Muse da Estée Lauder! Tem na sua composição jasmim, tangerina, tuberosa, lírio fresco, madressilva, pétalas orvalhadas, jasmim Sambac e jasmim absoluto de Sambac chinês, dois tipos de patcholi, baunilha de Madagáscar, madeira âmbar e almiscar suave. E tudo isto junto, Voilá! Temos um perfume que eu adoro! :) 

A modelo Arizona Muse é o rosto da campanha do perfume, que está disponível em  30, 50 e 100 ml - Eau de Parfum. Em termos de preços varia entre £43.50 e £84.99 na Boots. Em Portugal, ainda não encontrei à venda mas acredito que esteja para breve.  





domingo, 3 de novembro de 2013

Apalpem-se! Cuidem-se!

Estive para escrever sobre este assunto no mês de Outubro. Mas, talvez devido à publicidade que é dado ao mês, não me apeteceu. Ou mesmo porque é um algo que mexe comigo e não me apeteceu falar... porque vou falar agora? Não sei bem, talvez com a esperança que as minhas palavras mudem uma atitude nem que não seja de uma única pessoa. Não pretendo relatar mais uma daquelas histórias de sobrevivência, e que despoletam nas pessoas a tristeza, a lágrima, a pena, a admiração. Tenho todo o respeito por todas as sobreviventes, mas talvez porque coloquei um pé desse lado da constante luta que não quero, não me apetece ser lida assim. Revoltada? Sim, apesar de não fazer disso o mote da minha vida, apenas algumas questões que eu própria procuro respostas e não me aparecem. Por isso interpretem as palavras que seguidamente vão ler como um alerta, nem que não seja levantem-se já da cadeira e façam o auto exame e marquem a vossa consulta!

**
Sempre fui muito metódica nas coisas mais corriqueiras da vida. Tomo a pílula todos os dias à mesma hora, bebo um copo de água antes de ir para a cama, todos os anos no mesmo mês vou ao meu ginecologista o mesmo acontece com o meu dentista ou mesmo com o check-up geral com a minha médica de família. Sou uma criatura de hábitos, e tenho uma agenda com tudo programado. Paranóia? Não, apenas metódica e organizada! Aquele ano não foi excepção. Não tinha nenhuma queixa em particular, era uma rotina. À hora e dia marcado lá estava eu, no gabinete da minha ginecologista. Sinceramente, não me lembro nada de anormal, foi uma consulta normal. Fiz o papanicolau e o resultado seria enviado para a minha morada e posteriormente teria de ser eu a levar o resultado a gabinete da médica. O resultado chegou. Li não percebi, e coloquei aquilo, melhor dizendo depositei aquilo, nas tralhas do meu carro. Quando tivesse tempo ia ver. Passaram-se 3 semanas, até que encontrei a minha médica de família e disse-lhe que tinha o exame mas que por falta de tempo ou mesmo vontade ainda não tinha ido levar aquilo à ginecologista. Ela insistiu para o ver e para eu ir buscar aquilo ao carro, só me lembro de ter pensado "Bolas! Tenho esteticista! Ai tantos papéis, onde coloquei esta merda?!" Encontrei. Lembro-me de estar a escrever uma mensagem e a médica disse-me "Porque não foste levar isto à médica?" Levantei os olhos, a médica jovial com um ar limpo e corado estava branca, senti que engolia com dificuldade. Não sei o que lhe respondi a seguir... Meti o piloto automático. Percebi que no dia seguinte tinha de ir ao hospital com uma carta dela ter com uma médica qualquer. Eu sei que ela me tentou explicar, mas eu não quis ouvir... Tinha a minha esteticista à espera, fiz o meu dia normalmente, apesar de não me recordar mais nada... Senti o conforto da minha cama nessa noite e sei que chorei até adormecer.

Dia seguinte... tinha de trabalhar mas também tinha de ir ao hospital, demoraria lá? Mas, que raio ia dizer ao meu chefe para não ir trabalhar? No hospital tinha a médica de família à minha espera mais uma médica ginecologista, explicaram-me tudo de novo... e teria de ficar 3 meses à espera pelo serviço público, mas teria a oportunidade do privado. Acedi, era a minha vida, não saberia o resultado. Posso dizer que estava sem forças, era uma autêntico robot e graças à minha médica ela organizou tudo para mim.

Os dias seguintes, foram um baque. Lembro-me de contar à minha mãe. "Isso não é nada! Óh vamos a tempo! É o início!" e ela com os olhos encharcados de lágrimas "Vou à casa de banho!" disse-me ela, ouvi-a a abrir a torneira e a chorar...
O resto dos dias... quando fecho os olhos tento recordar, apenas me vem à memória muitas lágrimas, sofrimento e principalmente uma dor inexplicável e pensamentos de tentar perceber se o saldo da nossa vida é positivo. O que iria mudar? O que me faltou fazer? Porque não fiz?

Dias de tratamento. Fui sozinha. Não ia obrigar ninguém da minha família passar por aquilo. Fiz uma raspagem, coisa horrorosa com dores absolutamente agonizantes. Andava com caixas e caixas de medicamentos atrás de mim. Injecções dois em dois dias. Vómitos e falta de apetite seguiram-se. Dois meses passaram-se, novo exame e o resultado foi bom, estava a dar resultado!

Como disse, sei que fui uma sortuda! Apenas coloquei um pézinho naquele mundo que não quero voltar. Nestes longos meses faltei um dia ao meu trabalho, era isso que ocupava a minha mente. Muitas foram as viagens que eu fui e vim a chorar de desespero de dor, mas nada disse a ninguém. Eu era forte para viver aquilo. Se rezai? Não. Estava chateada, tinha 26 anos, não tinha filhos, tinha ainda tanto para viver e porquê eu? Apesar de ter feito tratamentos sozinha e muitas vezes não exteriorizar o que me ia na alma, sei que o meu namorado A* sabia, ele nada me dizia, eu sabia a razão. Mas, o abraço dele à noite era tudo para mim. Hoje estou bem, sou vista com regularidade.

Como disse com estas palavras apenas desejo que, nem que não seja uma única pessoa, que se levante e façam o auto exame marque a sua consulta. Eu sei as consultas são caras, mas têm o SNS. Faça alguma coisa. Mexa-se! Amanhã pode ser tarde.

A partir daquele momento, disse para mim mesma, todos os dias tenho de ser feliz, tudo pode estar uma porcaria à minha volta, mas olhar nos olhos do meu filho e sentir um beijo na minha face ou até mesmo um abraço da pessoa que me acompanha, aí as nossas forças são todas recuperadas e temos coragem para vencer. Podemos ser felizes com pouco, desde que estejamos vivas!

Sejam felizes!   

Imagem retirada do Google

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Resultado do Passatempo palete de cores MUA!

Rufem os tambores! :)

A vencedora do passatempo é Tendinha da Kika!

Agradeço a todas as pessoas por terem participado no passatempo! Estejam atentos mais novidades estão para vir!


domingo, 27 de outubro de 2013

Pensamento do dia!

O segundo sintoma da morte de nossos sonhos são as nossas certezas. Porque não queremos olhar a vida como uma grande aventura a ser vivida, passamos a nos julgar sábios no pouco que pedimos da existência. E não percebemos a imensa Alegria que está no coração de quem está lutando."


Sejam felizes! :) 

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Não percebo o espanto!

Bem hoje foi um dia para me "entupir" dos programas da tarde na televisão portuguesa! Normalmente não costumo ver, mas sinceramente não sei o que me deu. De certo, houve momentos que tive de mudar de canal porque estava a começar a sentir o meu cérebro a parar! Entendo que este tipo de programas têm um público alvo e certamente a audiência é estudada. Mas, o que me admira e até me causa estranheza é o seguinte: as pessoas ligam para um determinado número para se habilitarem a uma determinada quantia, até aí tudo bem.
Depois há o telefonema, a pessoa atende e ouve-se a televisão da mesma aos berros e percebe-se que está a ver o mesmo programa de televisão e ainda dizem que não sabem quem está a falar e estão assim nesta coisa uns segundos! Será que não sabem ou estão a fazer tempo para cair a ficha!? Não entendo, porque se ligaram é porque querem ganhar, logo naquela hora é normal que estejam atentos aos telefones, certo? É como ir jogar no euromilhões ter a taluda vencedora e nunca ir verificar o mesmo!! Esta situação aconteceu nos dois canais, e depois o que me causa estranheza "Ganhou 5000€!", diz a apresentadora e a resposta que se ouve do outro lado "Ah é bom!". A apresentadora ainda não contente "5000€ é bom! Gosta? Está contente?" devia estar a implorar por uma reação entusiástica do outro lado! e ouve-se "Sim..." Peço desculpa, mas se fosse eu, qualquer quantia que viesse era bem vinda! CINCO MIL EUROS? Viessem eles! Será que as pessoas andam assim tão apagas de emoções?  Porque é estranho o mesmo comportamento de duas pessoas diferentes em dois programas diferentes, e com quantias similares e as elas não se alegrarem.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Pensamento do dia!

"Não se deixe levar pela distância entre seus sonhos e a realidade. Se você é capaz de sonhá-los, também pode realizá-los." (William Shakespeare)




terça-feira, 22 de outubro de 2013

Bem... e tudo aqui é ao contrário!!





Conduzir aqui é um tormento! Tudo fica do lado oposto a que estamos habituados, desde a entrada no carro, a entrar numa rotunda, à posição dos carros na estrada, ao atravessar uma passadeira, ao colocar mudanças [com a mão esquerda!] e imaginem a ultrapassagem pela DIREITA! Em Portugal ultrapassamos pela esquerda e quem vai com uma marcha mais lenta fica do lado direito, aqui é ao contrário. E digo-vos conjugar isto tudo a conduzir não é fácil e como tal não estou a gostar da experiência! E estar a ouvir constantemente o A* a dizer "CHEGA-TE PARA AÍ!" enerva qualquer santinho! Claro que o professor não é daqueles com paciência e com ponderação, e por isso vou ter que contentar-me com duas coisas: com os berros do A* "MAS TU NÃO VÊS? METESTE A QUARTA EM VEZ DA SEGUNDA!"; e por último, bem mais agradável quando quero ir a algum lado nada como chamar um táxi e não ter que me chatear! Mas, vos digo desistir não o vou fazer e principalmente não dar espaço para aquelas piadas de mulher ao volante blá blá



segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Viciados?

Ontem dei por mim a constatar um facto sobre uns colegas nossos e estou a um passo de pensar que tenho razão e que isto existe mesmo! Ora pensem lá comigo... é um casal de namorados e vivem juntos há algum tempo, travamos conhecimento com eles ainda em Portugal e a nossa relação passava por alguns jantares, cafés e conversas de circunstância. Eles num espaço de dois anos mudaram três vezes de casa, ora era por causa do preço, ora por causa do espaço, etc etc. Inclusivamente o meu mais que tudo chegou a ajudar nestas mudanças. 

Para vos ser sincera, troquei de casa uma vez e tive muita sorte pois devido ao meu trabalho quem tratou de tudo foi o meu namorado, e basicamente o trabalho que tive foi a organizar algumas coisas na nova casa. Aquela coisa de encaixotar, embrulhar colocar no carro não passei nada por isso o que me agradou especialmente! 

Voltando aos nossos colegas eles tal como nós, bem como a maioria dos nossos colegas, tornaram-se emigrantes. Estão no novo país há quase uma ano, e agora é que vem a questão... Já mudaram de casa duas vezes e estão a preparar-se para mudar OUTRA VEZ! Será que dá algum tipo de adrenalina mudar de casa, ou gozo de andar a encaixotar tudo acartar as coisas para o carro, tirar do carro? Eles já devem fazer aquilo com uma perna ás costas com tanta experiência nas mudanças, ou será que chegam a desencaixotar as coisas? É certo e concordo que procurem por coisas melhor, mas não deixo de achar estranho! O que me levou a constatar, será que estão viciados em mudar de casa?

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

My name is Khan!

Hoje apresento-vos um dos melhores filmes que vi na minha vida! É um filme que foge de longe ao género de filmes que gosto de ver, é caracterizado por ser um romance político e é indiano. Em linhas gerais é uma história de amor que vence todas as barreiras e preconceitos. Podia aqui contar-vos a história toda, mas não o vou fazer. Arrisquem vejam um filme de Bollywood e de certeza que não se vão arrepender.Só vos digo isto My Name Is Khan (Meu Nome É Khan – 2010) está em 11º lugar na lista dos filmes mais assistidos em toda a história do cinema indiano, levando-se em conta a inflação. No 56th Idea Filmfare Awards, ganhou os prêmios de melhor diretor (Karan Johar), ator (Shahrukh Khan) e atriz (Kajol). No Zee Cine Awards ganhou os prêmios de melhor diretor (Karan Johar), ator (Shahrukh Khan), estória (Karan Johar e Shibani Bhatija) e cantora feminina (Richa Sharma, pela música Sajdaa). Em baixo, deixo-vos o trailler do filme! Sejam felizes vão amar este filme!




segunda-feira, 14 de outubro de 2013

"Ááággguaa!" - a primeira palavrinha!!

Como vos disse à uns tempos atrás, tenho um filhote (lindo!) que passando o cliché é tudo para mim. Neste momento está com quase 18 meses e tem tido um desenvolvimento consoante o médico, visto não ter nenhuma experiência anterior com crianças, bastante boa. Com um filho tudo muda, damos pulos de alegria ao ver o primeiro dente, festejamos pelo primeiro Gu-gu-Dá-dá, e tudo o que é novo que ele faça pedimos vezes sem conta que ele o repita! 
"-Diz água, amor!
-Ááággguaa! (risos)" 
E ficamos nisto vezes sem conta até ele se chatear e resmungar. Ainda diz (muito) pouca coisa, e a primeira palavrinha foi água, nada de mamã e papá (e acreditem não foi por falta de tentativas!). Rapazinho com muita personalidade já diz que não e faz teimas com aquilo que não quer ou não lhe apetece. Hoje, foi mais uma dessas "descobertas/birras". Por mais estranho que pareça dei por ele a resmungar com a fatia de pão de forma que lhe passava para a mão. Estranhei. Ele sempre gostou de pão e estava com fome, apontou para o pão e reclamou! Insisti. Quando assisto ao meu filho a apontar para a crosta do pão e a berrar "-CÁ! CÁ!"  Quando percebi...o meu filho queria que eu tirasse a parte de fora do pão de forma, uma criança com meses!! Muitos devem pensar, e? Acreditem quem tem filhos vai-me perceber...Estranho e ao mesmo tempo fascinate o desenvolvimento de um ser que nasce tão indefeso e que de dia  para dia vai desenvolvendo tendo nós a responsabilidade de o fazer crescer bem (seja lá o que for isso, sou da opinião que no que respeita às educação das crianças há ainda muito a descobrir).

Aqui vos deixo uma foto do meu tesouro a fazer uma coisa nova, dar beijinhos! E acreditem é uma das coisas mais ternurentas e que nos aquece o coração, um abraço e um beijo do nosso filho! Haverá coisa melhor? Ah! não se esqueçam de ser felizes!! 


sábado, 12 de outubro de 2013

Férias... 2014!!

Sim é verdade! Leram bem, férias de 2014... Algumas pessoas estão a acabar de sair de férias e eu a pensar nas do próximo ano?! Ah pois é! Eu este ano não tive férias e por isso já ando ansiosa pelas do ano 2014!! Ainda não fiz uma busca assim muito exaustiva mas gostei muito dos preços de uma companhia de low cost easyJet (nota: não estou agregada a nenhum tipo de empresa que me paga, para eu falar bem ou até mesmo publicidade, nada contra de quem o faça). Preços atrativos, datas bem alargadas e sinceramente agora estou com dúvidas do destino que quero ir. 

Podem estar a pensar que estou louca com a crise que está instalada devo ser uma felizarda por poder viajar. Pois bem, considero-me realmente afortunada tenho saúde, uma família feliz e principalmente no que consiste ás economias era capaz de dar umas lições aos nossos governantes! Sempre fui habituada a poupar, a ter consciência que se ganho 100 apenas posso gastar 90! É claro, que nem todos os meses são iguais e obviamente que existem contratempos que temos de ir surripiar às poupanças. Mesmo quando vivia em Portugal sempre tive esta filosofia mas compreendo que com os cortes que estão a surgir é cada vez mais difícil pensar assim. Lembro-me que quando olhava para o meu recibo e via os descontos que estava a fazer...pensava que estava a descontar para uma reforma que não sei se ia existir e estava a colocar o MEU dinheiro nas mãos de quem não o sabe gerir! Acreditem, não é conversa de emigrante, nem tudo é fácil por aqui, e quem me diga que abandonei o meu país e que me ando a sacrificar mais aqui do que no meu país é porque não me conhece, qualquer dia farei um post para vos mostrar aqui as diferenças no que concerne às ajudas que o estado nos dá.

Assim sendo, estou capaz de afirmar que para o ano de 2014 além de ir a Portugal vou a outro país que ainda não escolhi para umas férias apenas a dois, pois o filhote irá ficar com os avós! Agora falta escolher o destino e comprar as viagens e aproveitar estas promoções! E agora França, Noruega, Bélgica, Holanda... Ai ai ai! Aceitam-se sugestões!


Pessoas cínicas VS Sanidade mental

O cinismo foi uma corrente filosófica fundada por um discípulo de Sócrates, chamado Antístenes, e cujo maior nome foi Diógenes de Sínope, por volta de 400 a.C., que pregava essencialmente o desapego aos bens materiais e externos. O termo passou à posteridade como caraterização pejorativa de pessoas sem pudor, indiferentes ao sofrimento alheio (que em nada se assemelha a origem filosófica da palavra).

Porque procurei o significado de cinismo? Ora bem, talvez para entender um pouco, para conseguir ponderar e até para conseguir ultrapassar estas pessoas que teimam em aparecer na minha vida! Não me considero cínica muito pelo contrário, sou descontraída preocupada com o bem estar do outro e principalmente gosto que as pessoas se sintam acolhidas! Também não sou capaz de dizer que nunca usei desta arma para afastar algumas pessoas ou mesmo porque não queria pura e simplesmente ser simpática! Mas, acho (e acreditem tenho a certeza absoluta) que existem pessoas que desde o bom dia à boa noite são cínicas! O querer parecer quando não se é, forçar uma situação para ser aceite ou mesmo para se fazer notar como a menina que está a tentar ganhar a simpatia, ou então estou para aqui a ser cínica e sou uma coitadinha!
Ando a ficar um pouco chateada com este tipo de pessoas, é certo que me dirão,"Tens de ser superior!Não vale a pena! Blá Blá" Eu sei disso tudo mas há dias que nem tomando litro de chá de camomila que o nosso sistema de nervoso não se altera! Agora experimentem viver com essa dita pessoa! Sugestões para não darmos ouvidos ao nosso ego destrutivo e colocar os nossos músculos em ação? Respirar fundo dizer bom dia e passar à frente e sonhar que um dia, apenas um dia o teu desejo apanhe forma e a máscara dessa pessoa caia!

domingo, 15 de setembro de 2013

Crianças intragáveis!

Será que existem miúdos intragáveis ou sou só eu que não tenho paciência para eles? Eis a questão... Nunca escondi que não gosto muito de crianças, sempre fui a menininha da casa, a protegida a verdade se diga e nunca convivi muito de perto com crianças. o tempo lá se encarregou de me trazer um lindo sobrinho (que adoro!) e um filho, que claro está é tudo para mim. Mas, existem diversas situações em que me deparei a pensar nisto, a olhar para algumas crianças e a não ter empatia nenhuma por estas! É a minha aversão a estes pequenos seres ou é mesmo verdade?

À frente de onde vivo, existe um casal com dois miúdos de idades diferentes, mas mal os vi não apelaram em mim sentimentos bons! Basta estar atenta à rotina desta família durante 15 minutos e é difícil mudar a minha opinião. A mãe, uma senhora de cabelos brancos sempre com imensos casacos e de sandálias de dedo, com movimentos sempre muito mas muito calmos, que chega quase a parecer uma senhora débil e sem forças e que fala muito devagar e politicamente correto. O marido, um homem que durante um fim de semana lava e aspira os dois carros de família duas vezes, note-se que um deles durante a semana nem se mexe do lugar onde está, concluí que faz estas tarefas para sair de casa e assim fugir da calmia que se faz sentir lá. Outra tarefa que este homem tem muito produtiva durante o fim de semana é colocar e retirar carros, skates e afins de um cubículo de madeira que têm, para os filhos brincarem.
"- Jonh podes por favor retirar o skate para o menino brincar?"- mulher débil
Não houve resposta lá vai o homem buscar o brinquedo para a criança pela milégima vez naquele dia.
"- O Jonh, já foi buscar, agora promete à mãe que andas devagar e não te aleijes, sim?"- tudo em movimentos muito lentos.
O miúdo deu a volta ao quarteirão e poisou o brinquedo, como qualquer cirança farta-se em segundos!
"- Jonh arruma por favor o skate.Obrigada."
Lá vai o homem arrumar o skate. Uma vida um pouco estranha e diria enfadonha. Os miúdos por outro lado, diria que são produtos do meio, sem energia e pouco crianças!

Não pensem que tenho o hábito de espiar os meus vizinhos, mas passo constantemente por eles e serviram-me basicamente para um momento de reflexão. E a não desejar uma vida assim, apesar de respeitar quem se sente bem assim. Tenho uma criança e quero que ela tenha tudo de bom, mas principalmente que tenha energia de viver, logo que o meu produto do meio que é o meu filho consiga ir buscar aos progenitores o melhor. 

Crianças apáticas, que pedalam o seu triciclo com um dificuldade ímpar e que olha com estranheza para quando damos um carinho ao nosso filho ou simplesmente o atiramos ao ar e se ouve a gargalhada deste. As crianças não têm culpa mas não consigo mudar o meu sentimento para com elas.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

E mudei de país!!

Bem há uns tempos disse-vos que havia umas mudanças na minha vida, e finalmente tenho um pouco de tempo para aqui vir e contar. Depois de muito pensar sobre o assunto principalmente com a minha cara metade, decidimos mudar de país. Saí de Portugal e atualmente vivo no Reino Unido, muitos pensarão "é mais uma que decidiu não lutar pelo nosso pais!". Nada disso, saí porque tenho um filho para criar e necessito de trabalhar para tal, é certo que o dinheiro não é tudo mas é uma grande ajuda!

Já aqui estou à três semanas e tudo corre bem, há dias é claro que as saudades apertam bastante e apesar de ter a minha família reunida, tenho familiares próximos que ficaram em Portugal e por isso há dias que custam um pouco mais a passar... De resto, tenho sido bastante bem recebida com as pessoas que me cruzo, e depois de três semanas aqui consegui organizar muitas coisas, principalmente a nível burocrático. É certo que ainda não tenho trabalho, mas com a minha cara metade a trabalhar e os benefícios que o estado dá por termos uma criança ajuda bastante. 

A ideia de no mudarmos foi bastante pensada, primeiro veio o meu amor esteve aqui 4 meses sem nós, principalmente para nos ajudar nesta transição. Este tempo extra serviu para alugar uma casa e colocá-la com tudo o que necessitávamos para levar um bebe de 17 meses connosco e principalmente poupar algum dinheiro. É claro que a distância destes meses foi dolorosa, e com um bebé onde nesta altura eles aprendem imensas coisas, o papá perdeu isso tudo! Mas, decidimos que teria de ser uma mal que posteriormente ia dar frutos. E aqui estamos, nós os três juntos... que é o que interessa!

Agora é ir à luta! O inglês é um treino que temos de ter diariamente e o que me anima é que existem imensas ofertas de trabalho! Eu sei que nem tudo é rosas, mas como eu disse desde o início que começamos esta mudança; "Se isto não der certo, o avião que me trouxe, leva-me para o meu país!"

Sejam felizes!!

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Desabafo!!!!

Hoje dei por mim a pensar, há gentinha muito triste! Até chegam mesmo a ser infelizes!! Mas mesmo assim irritam-me profundamente! Sou só eu que atraio isto para a minha vida ou todas as pessoas têm a "sorte" de conhecerem assim alguém? Eu não sou perfeita, mas bolas, menos estupidez não fazia mal a ninguém!!

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Irra! Puf!!



Normalmente ando sempre atarefada, com mil e uma coisas para fazer de um lado para o outro, considero-me uma pessoa organizada com listas para tudo e assim não me esquecer de nada. Mas, esta semana é um pouco diferente, é uma semana de mudança (daqui a uns dias digo-vos), e assim sendo em vez das mil e uma coisas para fazer acho que passaram a duas mil e uma! Ás vezes penso, que só eu ando a correr, que só eu não me sentar a comer um rico gelado e relaxar! Irra! Mas hoje sinceramente a exaustão bateu-me à porta! Fiz algo que não fazia à anos! Deitei-me na cama com a aparelhagem ligada muito baixinha fechei os olhos e ouvi dois sons ótimos! A música com um som quase inaudível que me fez recordar a minha adolescência, era assim que eu adormecia inúmeras noites, ajudava-me a pensar e a sonhar!; e o respirar do meu filho encostadinho a mim! E pensei: sou uma sortuda!

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Redes Sociais

Tenho que me educar a mim mesma. Isto das novas tecnologias, ajudam-nos e muito ao longo do nosso dia, só que neste momento não sei se me está a fazer muito bem. Ora isto de chegar a casa depois de um dia de trabalho ligar o computador e estar horas a olhar para as redes sociais (digo, Facebook) não anda a ser muito produtivo. E ontem dei por mim a ver diversas fotos de amigos (digo, conhecidos) e a pensar que algumas pessoas com as publicações de que tudo está bem, ótimo e maravilhoso e que são super felizes, não o são. São para as outras pessoas verem. É certo que não acontece a todas as pessoas, mas dei por mim a olhar para um casal (que conheço MUITO bem) a vangloriarem-se nas suas férias "felizes" quando à nem 15 minutos tinha falado com a esposa e ela me dizia "Mais valia ter ficado em casa, nunca estamos juntos e quando estamos discutimos..." E aqui fica a questão isto das redes sociais é para nos sentirmos melhor ou para nos enganarmos a nós mesmos e também a quem vê? É o meu momento de reflexão. :) Não e esqueçam sejam felizes por vocês!!!

terça-feira, 30 de abril de 2013

As nossas crias!

Eram 6h10 da manhã, o meu filho de um ano do quarto dele chamava-me "Mamã!Mamã!". Oh meu Deus! Hoje é o meu dia de folga será que ele não podia dormir mais duas horas?! Lá me levanto abro a porta e está o rapaz em pé na cama a rir para mim. Com um olho fechado e o outro meio aberto lá me arrasto com ele até à cozinha, está com fome. Ele vai tagarelando e eu balbuciando alguma coisa para o entreter, não o convenço... Come com vontade, mas continua a ser muito cedo, lá lhe digo: "Vamos para a cama da mamã?" Pego na almofada dele fecho a porta do quarto. A alegria dele! Para quem tem filhos sabe a alegria deles em ficar no quarto dos papas, não sei se é certo ou não, mas sempre habituei o meu filho a dormir na cama dele e só quando ele está doente ou quando já é de manhã e ao fim de semana pode vir dar uma soneca à nossa caminha, não sou muito apologista ter o nosso filho a dormir até aos seis anos de idade na cama com os pais. Não percebo como é que os pais conseguem ter algum tipo de intimidade com uma criança ali. Eu adormeço e ele também com a mãozinha dele no meu rosto... há coisa mais deliciosa do que sentir a ternura do nosso filho? E foi assim o começo do meu dia...

sábado, 27 de abril de 2013

A difícil tarefa de arranjar uma empregada doméstica!!

Cheguei à conclusão que preciso de uma empregada cá para casa! Não há hipótese! Sempre consegui coordenar tudo trabalho, filho e marido, mas das duas uma ou a minha idade já está a dizer-me "Olá!Sim tens de andar mais devagar, não podes correr tanto!" ou então sou eu que não estou disponível para as limpezas! Ás vezes é aquela sensação de perda de tempo, quando temos ali o nosso filho a olhar para nós a dizer "Brincar mamã?!", quem consegue resistir a isto? É uma tarefa inglória! Posto isto falei com familiares, amigos e conhecidos para ver se arranjava alguém de confiança e nada... procurei naqueles anúncios online e acreditem ou não já vou na segunda empregada. Não sou esquisita, mas quando fazia alguns pedidos como "Hoje queria que me fizesse uma limpeza geral neste quarto, atrás da cama, mesinhas de cabeceira etc" simplesmente me diziam "Não pode ser porque limpezas à ligeira!" Não percebi, qual o significado do ligeiro? Só se limpa o que se vê? 
Segunda tentativa depois de combinar preço, hora e local não apareceu e não atende o telemóvel. Bem o que significará isto, colocou um anúncio e não quer vir trabalhar? Podem pensar se calhar pagas mal, mas acho que não, com seguro de acidentes pessoais e a seis euros à hora quatro horas por semana... existe algum manual de como lidar com as empregas domésticas, com anúncio na Internet? Vou continuar a minha busca...

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Hora da balança- I

-"Estás mais magra!" Até que enfim!!! Já andava a começar a desesperar... é certo que não entrei nesta batalha pelos outros mas sim por mim... mas é frustrante quando andamos à semanas a fechar literalmente a boca e há uma alminha que nos diz: "Estás gordinha!" Isto é de irritar a pessoa mais santa! É claro que nem vou comentar este tipo de pessoas que faz este comentário maldoso e irónico, mas qualquer dia pergunto-lhes se já olharam para elas, ou se a vida delas é assim tão insignificante que tem de olhar para a dos outros (desculpem o desabafo). 
Bem posto isto, vou revelar-vos alguns aspetos desta minha dieta. Como disse no post sobre este assunto, decidi emagrecer por motivos de saúde e principalmente por não me sentir bem comigo mesma. Desde o dia 23/03/13 comecei e ainda não parei esta minha jornada. O que fiz foi mudar alguns hábitos de alimentação e beber mais líquidos, não tomo qualquer medicamento para me ajudar e comecei a dar umas caminhadas umas três vezes por semana durante um hora. Não sigo nenhuma dieta específica, mas se comi um pouco mais a uma refeição basicamente balanço com uma mais saudável logo em seguida, coloquem o vosso bom senso a funcionar e vai dar resultado. A única coisa que faço é a aplicação de um creme anti-celulite, principalmente porque por experiências anteriores, quando começo a emagrecer a minha celulite aparece a dar-me os bons dias, e então decidi começar a matar logo este problema desde o início. 

Sendo assim, esta minha aventura começou com 95kg!! No início foi calcular o meu IMC (Índice de Massa Gorda), foi de 35,8 e dava a seguinte mensagem: Encontra-se na classificação: Obeso Grau II. Foi deprimente e triste! Mas, agora a boa notícia é em 13 dias perdi 4kg, e acho que posso dizer de uma forma saudável e razoável. Sendo atualmente o meu IMC 34,3 e estou na posição OBESO GRAU I. Bem tenho de continuar este trabalho e pensar em mim!



O IMC calcula-se a partir da seguinte fórmula: IMC = peso (Kg) / (altura x altura) (m)

quinta-feira, 28 de março de 2013

Um desabafo da alma...

Dizem que sofrer faz parte da vida, mas porquê? Porque temos de sofrer? Para crescermos? Não consigo arranjar uma explicação plausível para tal. Porque têm de se separar duas pessoas que se amam e assim sofrerem desmesuradamente? Para CRESCEREM? Porque tenho de assistir a um pai despedir-se do seu filho que ama, e perder assim alguns marcos importantes da vida dele? Para CRESCEREM? Porque é que se tem de chegar a casa e sentir a falta de uma das pessoas que mais se ama? Para CRESCEREM? Possivelmente, daqui a uns dias encontrarei uma explicação, mas hoje estou chatiada com a vida e dói-me a alma. É certo, ninguém morreu, por isso tudo é remediável, mas porquê remediar e sofrer? Hoje o meu corpo está bêbado de tanta dor, mas é para CRESCER, certo?

quarta-feira, 27 de março de 2013

O eyeliner, o terror de uma maquilhagem perfeita!

Não saio de casa sem me maquilhar! Para algumas pessoas é uma futilidade ou mesmo chamarem-me vaidosa, mas acho que não. É como me sinto bem, ajuda-me a subir o meu astral e são os meus 10 minutos matinais para cuidar de mim e preparar-me para enfrentar um novo dia. Mas, ultimamente tenho sentido uma enorme dificuldade em aplicar direito o meu eyeliner líquido. Normalmente, fazia este tipo de maquilhagem numa saída à noite com um pouco mais de tempo, mas agora queria começar a usar um pouco mais durante o dia, mas de manhã não consigo em 10 minutos fazer tudo em condições e sentir que ficou ótimo! Serei eu a única? 
Posto isto, decidi pesquisar um pouco sobre isto e deixo aqui alguns passos que espero que vos sejam úteis da mesma maneira que tem sido para mim. Mas, desengane-se que por muitas técnicas ou vídeos que se assista para aprender, tem de praticar! Nem que não seja antes do seu banho 3 minutos experimente, é assim que eu ando a fazer e sinceramente anda a funcionar. 

1- Aplicar o eyeliner líquido depois de colocar a sua base diária, pois esta ajuda a aderir.
2- Com cuidado, estique a pele das têmporas e do interior para o exterior tente fazer um risco bem junto das raízes das pestanas. Caso não se sinta muito confortável ao fazer de uma só vez este risco, um truque é desenhar vários pontos pequenos ao longo da linha superior do olho e depois basta ligá-los com uma linha, estenda esta linha que criou um pouco mais para o exterior do olho, para ajudar a definir mais o seu olhar.
3-Depois basta saber qual o estilo que que adotar, para um look mais sóbrio aplique o eyeliner apenas na pálpebra superior. Mas caso queira um look mais deslumbrante e penetrante, desenhe uma linha também na pálpebra inferior.



Deixo um vídeo muito bom, que em apenas 12 minutos conseguimos uma explicação sobre vários tipos de eyelineres, bem como algumas dicas, apesar de algumas marcas que a Camila Coelho fala não termos aqui em Portugal, dá para abrir os nossos horizontes e aprender! Mime-se!



quinta-feira, 21 de março de 2013

Trancas à boca!


Imagem retirada do Google

 É nesta altura do ano que começamos a ser todas bombardeadas com capas de revistas de mulheres esbeltas, esculturais, lindas, maravilhosas e com sloganes "Perca 5 Kg em 1 semana!", "Dieta para emagrecer em 2 semanas!", blá, blá! Lá estou eu numa bomba de gasolina, olho de relance para a prateleira das revistas e compro uma dessas revistas, e penso: "Porque, não? Logo à noite para descontrair vou ler um bocadinho, e esta dieta deve ser boa." Mas depois de folhear e ler alguns parágrafos questiono-me: "Porque é que eu comprei mesmo isto?" Não tenho nada contra este tipo de informação ou mesmo de publicidade, mas depois de as folhear não consigo tirar nada concreto de lá, nada que ao fim eu me sinta motivada ou até capaz. É certo que, se estou à espera que uma revista mude o meu comportamento em relação à matéria peso, estou enganada. Mas, desejo sempre um pouco mais principalmente uma informação mais realista e adaptável aos ritmos de vida frenéticos que hoje em dia se vivem.

Todas nós temos aquele objetivo de peso ideal e andamos ali dois ou três dias a fazer a dieta e a ginástica correta, e não sei se é por falta de força de vontade ou mesmo uma falta de atitude da minha parte esqueço-me de fazer o resto da dieta.  Não vos acontece o mesmo? Sofrem deste mal de esquecimento? Hoje foi um daqueles dias que me deu para pensar nisto, depois de uma ida corriqueira à bomba de gasolina, tinha um entrevista de emprego e tentei literalmente entrar numas calças que à uns tempos me servia e hoje NÃO!

Mulheres, vocês sabem que isto soa um alarme enorme na nossa cabeça!! Apesar, destas decisões serem típicas de uma segunda-feira, hoje decidi colocar trancas na boca (eu ADORO comer!) e colocar o exercício físico no meio do meu dia atarefado. Não pensem que não tenho inúmeras coisas para fazer, pois ao todo cá em casa somos três, dois adultos e um bebé, emprego de oito horas, tarefas domésticas,... Mas, estou pronta para mudar!

Quem vai comigo neste desafio?

Citação do dia

"Não é preciso agendar, entrar em fila, contar com a sorte, acordar cedo para pegar senha: a possibilidade de recomeço está disponível o tempo todo, na maior parte dos casos. Não tem mistério, ela vem embrulhada com o papel bonito de cada instante novo, essa página em branco que olha pra gente sem ter a mínima ideia do que escolheremos escrever nas suas linhas.
O que é preciso mesmo é coragem para abrir o presente." (Ana Jácomo)

sexta-feira, 15 de março de 2013

Promessas e mais promessas!


 Normalmente no final do ano costumamos fazer aquelas promessas eternas de "não vou gastar dinheiro desnecessariamente", "vou ser mais sensata", "vou emagrecer", "vou cuidar mais de mim" blá, blá blá. Já passaram-se três meses desde o início do ano, e sejamos verdadeiras o que mudámos daquilo que prometemos a nós mesmas? Sinceramente, eu nada! Daquilo que prometi, continua tudo guardadinho numa gaveta à minha espera que me decida realmente a por tudo em prática. 
São estes momentos de reflexão que eu própria me chateio comigo mesma, porque raio penso fazer algo e depois acomodo-me e nada faço? Aquilo que normalmente prometo são coisas exequíveis, em que a qualquer altura por mudança de alguns comportamentos consigo lá chegar mas, por uma razão ou várias eu própria decido não os concretizar, devido à minha inércia. 
Será o stress do dia a dia que nos leva a não levar os nossos projetos para a frente ou será isso apenas uma desculpa? É certo que tenho uma vida atarefada, mas alguém me dizia à muitos anos atrás "Somos nós que fazemos o nosso tempo!" Tenho que pensar melhor nas minhas prioridades...e tomar uma dose de coragem para concretizar os meus desejos (antes que seja outra vez final do ano)!

quinta-feira, 14 de março de 2013

O eterno Vinícius de Moraes!

A poesia nunca foi coisa que me inspirasse muito, apenas não é o meu estilo. Mas, há um que me toca no coração e na alma e que muitas vezes quando tenho necessidade de me retirar um pouco deste mundo para estar comigo mesmo, costumo lê-lo.
O seu autor é Vinícius de Moraes e para entrar no clima fica também um hit de autoria do mesmo autor com António Carlos Jobim, a eterna "Garota de Ipanema". Sorriam!

Soneto do Amor Total

Amo-te tanto, meu amor ... não cante
O humano coração com mais verdade ...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade.
Amo-te, enfim, com grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo de repente
Hei de morrer de amar mais do que pude.


terça-feira, 12 de março de 2013

Como aplicar o batom vermelho?





Imagem retirada do Google
Há dias em que é um perigo irmos às compras... por muito que pense "não vou gastar dinheiro, vou comprar APENAS o que preciso!"  isso não acontece! Hoje foi um desses dias... agora que penso nisso andei literalmente a vaguear pelas lojas do shopping para encontrar algo para levar comigo na minha mala. 
Adoro batons, tenho de todas as cores com alguns efeitos... e basicamente é como os vernizes tenho imensos e poucos uso! Hoje a minha compra foi um lápis e um batom ambos de cor vermelha da marca O Boticário. Adoro a cor e a relação qualidade preço é fantástica! Mas, deparei-me com um problema que possivelmente será de muitas outras mulheres. Apliquei o lápis e o batom, mas não ficou aquela boca fantástica, bonita, maravilhosa, hollywodesca! Fui à Internet (bendita sejas! que ajudas a resolver tantos problemas!) e deparei-me com um vídeo de um blogue brasileiro Super Vaidosa por Camila Coelho, bastante explicativo e conciso que partilho com vocês. Muitas podem pensar, mais um vídeo com uma pessoa a falar com imenso material de maquilhagem e na prática vamos gastar imenso dinheiro, acreditem este vídeo é simples, assistam!      

As minhas comprinhas: 












Make B. Lápis Batom Lumiere Pepper Glow, PVP: 9,99 €
Make B.Batom Perfeito New York Style Red, PVP: 9,99 €
















sábado, 9 de março de 2013

Citação do dia

Dê a uma mulher os sapatos certos e ela consegue conquistar o mundo."- Bette Midler
 

Quantos pares de sapatos têm?

A pergunta do tópico podia servir muito bem como tema para reflexão para muitas (se não quase todas) as mulheres. Verdadeiramente, quantos pares de sapatos tem? Faz uso de todos eles? Porque os tem? Pessoalmente, não gosto muito das respostas a essas questões. Gosto de sapatos de todas as formas e feitios, é certo que se for a ver a utilização que dou a muito deles está perto do zero. Os homens também têm as suas manias, compram revistas e mais revistas de carros e guardam-nas religiosamente numa estante, e não é por causa disso que pergunto à minha cara metade quantas tem e muito menos quanto custou.
Não sei se já vos aconteceu, experimentar aquele par de sapato magnífico, lindo, maravilhoso ao ver o preço esmorecemos, mas o olhinho contínua a brilhar, e pensamos "Queria tanto tanto este sapatinho!". Comete-se uma loucura e levamos o sapato para casa... Vamos deslumbrantes porque conseguimos aquele artigo que vai ficar no nosso look um arraso e quando chegamos a casa, aparece inoportunamente uma questão da nossa cara metade:

-Quanto custou, amor?
-Até foram baratos, mas gostas?- tentativa falhada de mudar de assunto
-Sim, gosto... mas onde os vais guardar?
-Tenho espaço e há uns tempos desfiz-me de alguns sapatos.- na realidade foram uns chinelos
-Então mas quanto custaram?"

A resposta a esta última pergunta tende sempre a ser mais barato do que realmente foram, e se assim não for, até podemos dizer quanto custou mas vamos realçar a marca a qualidade ou ainda dizer que eram mais caros só que apanhamos uma promoção. Digam lá se isto não é verdade?


Imagem retirada do Google